quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Prevenindo envelhecimento da pele

Nunca é tarde para cuidar da pele. Na faixa dos 40 anos, é comum aparecer manchas, rugas e flacidez, males que podem ser amenizados ou evitados com o uso de produtos adequados e algumas práticas que não podem ser deixadas de lado. "Cuidados essenciais como beber muita água, não fumar, manter uma alimentação equilibrada, não abusar de bebidas alcoólicas, praticar exercícios e evitar o estresse também devem ser lembrados quando o assunto é barrar o evelhecimento", diz o dermatologista Mario Chaves, da clínica Derma Gávea, no Rio de Janeiro. Confira as recomendações dos especialistas e mantenha a pele jovem e saudável. Não abandone o filtro solar De acordo com o dermatologista Murilo Drummond, do Instituto Carlos Chagas, usar protetor solar nunca foi tão importante quanto nessa idade. "Qualquer excesso de exposição ao sol pode prejudicar a pele da mulher acima dos 40 anos, porque ela está mais sensível às ações do envelhecimento", diz. Rugas, manchas e até câncer de pele podem ser evitados com o uso diário do filtro. mulher lavando o rosto - Foto Getty Images Sempre retire a maquiagem antes de dormir Não importa a idade: muitas mulheres têm preguiça de retirar toda a maquiagem antes de dormir e aplicar loções tônicas. Mas, após os 40 anos, esse ritual deve ser seguido à risca em qualquer caso, pois a pele está mais sensível a descuidos. "Dormir com a maquiagem pode deixar manchas e marcas com facilidade, pois o cosmético irá entupir os poros, impedindo a pele de respirar", afirma o dermatologista Murilo. Aplique o demaquilante com um algodão, lave o rosto para retirar a oleosidade e use apenas produtos adequados para o seu tipo de pele. mulher comendo laranja - Foto Getty Images Manchas na pele? Invista nas vitaminas Se você tem a pele manchada pela ação do sol ou do tempo, saiba que o problema pode ser resolvido com cosméticos ricos em vitamina C e vitamina E, ou mesmo a ingestão desses nutrientes. "As vitaminas clareiam manchas e combatem os efeitos do fotoenvelhecimento, aquele causado pela exposição ao sol", afirma o dermatologista Carlos Rodrigo Miranda, da clínica ANOVA Estética, em Belo Horizonte. "Elas também estimulam a produção de colágeno, mantendo a pele firme e com menos rugas", completa. Mas lembre-se sempre de consultar um dermatologista antes de comprar qualquer produto. Boas fontes de vitamina C são abacaxi, acerola, agrião, laranja, limão, kiwi, rúcula, e espinafre. Já a vitamina E pode ser encontrada em alimentos como gérmen de trigo, óleos vegetais, gema de ovo e vegetais folhosos. pote de creme antirrugas - Foto Getty Images Produtos anti-idade contra flacidez É importante que o creme antirrugas para essa idade tenha: ação tensora, que ajuda a manter a pele mais firme; as vitaminas já citadas e a vitamina A, mais conhecida como retinol. Mas preste atenção: esse retinol é diferente do ácido retinoico, que é um derivado da vitamina A. "Apesar de ter efeito mais demorado, o retinol é melhor para essa faixa etária por ser menos irritante", diz Murilo Drummond. Ele é responsável por renovar as camadas da pele, melhorando a textura e elasticidade. mulher fazendo limpeza de pele - Foto Getty Images Faça uma limpeza de pele mensalmente A limpeza de pele faz a desobstrução dos poros, deixando a pele respirar melhor e evitando pequenos carocinhos e imperfeições que ficam mais visíveis nessa época. "Esse cuidado promove a renovação da pele, retirando a camada com manchas, acne, oleosidade e células envelhecidas", diz o dermatologista Carlos. Procure fazer em um centro de estética de confiança. mulher fazendo peeling Peelings Recomendado para pessoas que sofrem com a pele oleosa e acneica, o peeling superficial também é indicado para quem tem mais de 40 anos, pois servem para retirar manchas. "Também recomendo peelings médios e profundos para estimular a produção do colágeno, essencial ao rejuvenescimento", diz o dermatologista Mario Chaves. mulher fazendo tratamento a laser Laser e luz pulsada Os dois tratamentos são muito indicados nesta faixa etária, pois a mulher já acumula muitos sinais dos danos causados pelo sol. A luz pulsada, além de dar viço e luminosidade, estimula a produção de colágeno e melhora a textura da pele. "O tratamento também retira manchas e vasos sanguíneos visíveis na face e suaviza as olheiras", afirma o dermatologista Mario. "Já o laser é excelente para o rejuvenescimento facial e o tratamento de rugas, cicatrizes de acne, cicatrizes cirúrgicas e estrias." mulher lendo o rótulo de um produto no mercado - Não se deixe levar pela propaganda Muitos produtos são lançados constantemente pela indústria farmacêutica com promessas de combater o envelhecimento. De acordo com os especialistas, muitas dessas novidades não têm comprovação científica e devem ser encaradas com cautela. "A maioria desses produtos não possui os componentes ou as concentrações necessárias para tratar uma pele da faixa etária em questão", diz o dermatologista Murilo. É importante consultar um dermatologista, pois só ele saberá quais produtos e tratamentos a sua pele precisa. médico prescrevendo uma receita -
Respeite o tempo e a frequência de uso dos produtos O dermatologista receitou? Siga as instruções à risca. Não adianta sair do consultório com uma lista de produtos e não usá-los na quantidade, tempo e horário corretos. "Exagerar no uso desses produtos pode causar irritação e descamações excessivas na pele, podendo levar até ao aparecimento de queimaduras", alerta o dermatologista Carlos. "Ao passo que usar menos ou pular alguns dias fará com que você não obtenha os efeitos desejados, desperdiçando tempo e dinheiro."

Tratamento anti-idade de estrelas internacionais chega ao Brasil

Jennifer Lopez, Penélope Cruz e Angelina Jolie desfilaram com pele jovial no Festival de Cinema de Cannes deste ano. O segredo da face radiante e livre de marcas de expressão dessas estrelas internacionais está num tratamento recém-chegado ao Brasil. Chamado de Endermolift, o procedimento atua na redução de rugas, bolsas debaixo do olho, redefinição do contorno do rosto e firmeza da cútis. Indicado para mulheres com mais de 35 anos, o procedimento de origem francesa é aplicado por meio de um aparelho que utiliza uma grande pinça, fazendo até 16 movimentos rápidos de segurar e soltar a pele por segundo. A partir disso, estimula o organismo a produzir colágeno e elastina, proteínas conhecidas por melhorar a textura e resistência do tecido cutâneo. Em cada sessão, a mulher é submetida a impulsos mecânicos que duram de 15 a 45 minutos. “A tecnologia massageia a pele, aumentando a circulação local e devolvendo brilho à cútis”, analisa Mariana Barbato, dermatologista especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). A capacidade de reativar as células responsáveis pela jovialidade ajuda a explicar o sucesso do Endermolift entre as celebridades. Isso porque, sem estímulo, a produção de fibras proteicas começa a diminuir naturalmente a partir dos 25 anos, o que, com o tempo, pode apresentar redução dos volumes da face e aumento dos temidos vincos profundos. Movimentos de pinça A ideia de se submeter a incansáveis movimentos de pinça pode causar espanto em muitas mulheres, porém, não só o fabricante (LGP) como também especialistas, garantem que o procedimento é indolor, como uma simples massagem. “Os ‘puxões’ feitos pela máquina são muito rápidos intensos, porém não causam qualquer tipo de dor na face”, afirma Marília de França Gonçalves, do Zahra Spa & Estética, de São Paulo. Com os impulsos feitos pelo equipamento é possível observar o efeito lifting logo após a primeira sessão. Porém, para um resultado duradouro, o ideal é realizar ao menos dez sessões, sendo duas ou três por semana. Depois disso, é recomendado repetir o tratamento quinzenalmente. Paralelamente às sessões do tratamento não invasivo, orienta-se o uso de cosméticos hidratantes e antioxidantes. “Assim, será possível prolongar a melhora no contorno do rosto e a diminuição do inchaço”, lembra Daniela Landim, dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Laser (SBL). FICHA TÉCNICA Nome do tratamento: Endermolift Indicação: peles com marcas de expressão e sem viço Benefícios: reduz marcas de rugas, pés de galinha e dá firmeza à cútis Quantidade de sessões: dez sessões Preço médio: R$1.500, o pacote com dez sessões

Cravos X Acne X Limpeza de Pele

Cravos, espinhas e os famosos miliuns (bolinhas de sebo sob a pele) fazem você estremecer em frente ao espelho? Eles são resultados de impurezas produzidas pelas glândulas sebáceas e que a derme não conseguiu expelir. Para conseguir se livrar deles, só com uma boa faxina no rosto, recuperando o brilho e a viscosidade. Mas nem todo mundo precisa se submeter a essa varredura completa. "Muitos tipos de pele conseguem se limpar naturalmente. A exceção normalmente fica por conta da pele oleosa que, em geral, não se satisfaz apenas com tônicos e sabonetes", explica Mônica Fiszbaum, da Sociedade Brasileira de Dermatologia. A freqüência da operação limpeza também depende dos tipos de pele. Quem tem espinhas, precisa do tratamento uma vez por mês. Se sua pele é muito oleosa, a visita pode ser trimestral desde que os cuidados domésticos façam parte do seu dia-a-dia. Peles normais pedem limpezas com o mesmo intervalo ou até com um espaço maior. Para isso, basta manter em casa um kit com alguns produtos que ajudem a manter a aparência higienizada: um bom tônico, loção demaquilante (no caso das mulheres), creme ou gel de hidratação e, para os mais empenhados, alguma fórmula esfoliante. cuidados com o rosto Na clínica ou em casa, atenção Em casa, a remoção das impurezas faciais exige cuidados redobrados. Uma apertadinha a mais pode até provocar cicatrizes no rosto. "Recomendo espremer apenas lesões superficiais, fáceis de se retirar" , aconselha Mônica. O ideal é lavar o rosto embaixo de água bem quente, de preferência no chuveiro, para o vapor ajudar a abrir os poros. Depois, molhe um algodão com água aquecida e deixe repousar por um tempo sobre o cravo ou a espinha. Aperte com os dedos ao redor dos pontinhos fazendo pressão para baixo. Se estiver difícil para sair, não insista. Já na esteticista, a limpeza de pele dura entre 50 e 60 minutos e pode ter até oito passos. Confira a seguir o que acontece em cada um deles. 1. Higienização É a primeira fase da limpeza, feita com loções e demaquilantes para retirar impurezas superficiais ou maquiagem. São usados produtos na forma de musse, emulsão, creme ou gel. 2. Esfoliação Realizada com cosméticos cheios de grânulos, remove as células mortas e afina a parte mais superficial da pele 3. Desincrustação Alguns dermatologistas fazem uma máscara para amolecer a camada superficial da pele e favorecer a retirada de cravos, espinhas e miliuns. 4. Vapor O rosto fica sob vapores de ozônio para abrir os poros. O gás também tem efeito bactericida e ajuda a preparar a região para as extrações. 5. Extração É a caça ao inimigo. Pode ser feita manualmente ou com um aparelho de sucção, sem a necessidade de espremer com as mãos. Os cravos brancos e miliuns são retirados com uma microagulha esterilizada, por serem mais profundos. 6. Máscara calmante Por 10 minutos, o rosto recebe uma máscara que irá recuperá-lo de tantas apertadinhas. Existem produtos específicos pada tipo de pele, hidratando ou controlando a oleosidade. 7. Aparelho de LED Esse estágio só aparece em procedimentosmais agressivos. O aparelho tem propriedades cicatrizante e antiinflamatória, deixando o rosto bem menos marcado e sem a vermelhidão característica de uma limpeza mais rigorosa. 8. Máscara final Feita à base de cremes ou, nas peles oleosas, com gel. Há muitas variações, escolhidas de acordo com a necessidade da pele após o tratamento. Há a hidratante, a clareadora de manchas ou sardas, a calmante, a purificante e a que oxigena boa para peles sem vitalidade. "O paciente vai para casa com a máscara e deve permanecer com ela durante três horas. Depois disso, é só lavar o rosto com água" , explica a dermatologista. Avaliação de Beleza Descubra como cuidar de sua pele e cabelos. Ex: pele seca, cabelo oleoso Botao Descobrir Antes de entrar na faxina A dermatologista Mônica Fiszbaum conta que algumas dúvidas já se tornaram cativas no consultório e continuam em pauta entre homens e mulheres que procuram orientação profissional antes de entregar o rosto para ser renovado. A seguir, ela responde todas elas para você. Todo mundo deve fazer limpeza de pele? Não. Pacientes com a pele cheia de espinhas amareladas devem evitar o procedimento. Nessa situação, a infecção pode se disseminar e o tratamento, em vez de ajudar, vai comprometer a saúde cutânea. Nessas situações, o melhor é fazer um tratamento com o dermatologista, esperar as espinhas sumirem e, aí sim, incluir a limpeza na rotina. Saiba mais Limpeza quando estiver bronzeada? Não é recomendado. Após a exposição prolongada ao sol, a melanina (substância responsável pelo escurecimento da pele) está em plena atividade. Portanto, o contato com alguma substância mais agressiva pode provocar o aparecimento de manchas que vão ficar ainda mais evidentes quando o bronzeado sumir. Depois de fazer a limpeza, é permitido tomar sol? Nem pense nisso. Saindo da clínica, fique 48 horas sem se expor ao sol. Além disso, aplique filtro solar com fator 15, no mínimo. Cosméticos que tenham ácidos na composição também estão proibidos nesse período a pele está sensível demais e eles prodem causar manchas. A mesma recomendação vale para o cremes oleosos, que podem entupir os poros. máscara para o rosto Grávidas podem fazer limpeza de pele? A não ser que a futura mamãe já tenha o hábito incluído no cotidiano, melhor evitar. Mas explicação para isso tem fundo emocional: os médicos preferem proteger a paciente de qualquer tratamento que possa causar dores ou estresse. Cravos: é possível prevenir! Evitar os pontinhos pretos que insistem em marcar seu rosto é praticamente impossível, afinal não dá para frear a oleosidade natural da pele e, menos ainda, encapar o rosto e protegê-lo da poluição os dois fatores que desencadeiam o surgimentos dos cravos. Mas não é por isso que você precisa passar o tempo todo com o rosto pintado. Alguns cuidados caseiros são suficientes para remover os pontos ainda que, a longo prazo, não substituam uma limpeza de pele. Tônicos e produtos adstringentes oferecem ótimos resultados, assim como sabonetes de ação profunda. Só tome cuidado para não usar produtos inadequados para o seu tipo de pele. Eles podem ressecar demais o rosto, levando o organismo a produzir ainda mais sebo e, conseqüentemente, favorecendo o aparecimento dos cravos e até de espinhas. No caso das mulheres, dormir maquiada também é fatal: os cosméticos entopem os poros, e o rosto rapidamente enche-se de pontos pretos.